Escolha uma Página

Uma bateria barata de sódio poderia revolucionar a rede de armazenamento

This post is also available in: English

Investigadores da Universidade de Stanford criaram uma bateria de íons de sódio que pode armazenar a mesma quantidade de energia que as onipresentes baterias de íons de lítio a um preço muito mais baixo. A bateria, reportada na revista científica Nature Energy, pôde proporcionar uma maneira barata, sustentável de armazenar energia renovável.

Armazenar energia em baterias será crucial assim como o uso de energia eólica e solar aumenta no mundo. Baterias de lítio têm sido uma peça importante para armazenamento de energia até o momento. Mas a tecnologia continua a ser cara e o fornecimento de lítio é limitado.

As baterias à base de sódio seriam muito mais rentáveis uma vez que as baterias de sódio são abundantes e podem armazenar muita carga.

O design da bateria da equipe de Stanford tem um ânodo feito de fósforo e um cátodo feito de rodizonato de sódio, um dos materiais mais promissores para baterias de íon de sódio. Todos estes materiais são abundantes na natureza: os cristais iônicos de rodizonato são feitos de um composto natural encontrado nas plantas.

O rodizonato de sódio deveria teoricamente armazenar quatro íons de sódio, traduzindo em uma alta capacidade de armazenamento de carga elétrica (501 miliamperes/hora por grama). Mas quando o material é usado em baterias, esta capacidade de armazenamento diminui drasticamente com o carregamento repetido da bateria.

Com isso, os pesquisadores analisaram mudanças na estrutura de nível atômico do material cátodo à medida que ele é preenchido e libera os íons de sódio. Eles descobriram que diminuindo o tamanho das partículas de rodizonato de sódio e utilizando um eletrólito especial, eles poderiam fazer essas mudanças estruturais mais reversíveis, de modo que o material pudesse manter sua alta capacidade de armazenamento.

Sua bateria tem uma capacidade de armazenamento de carga reversível de 265 mAh/g e uma densidade de energia superior a qualquer bateria de sódio relatado até agora. Sua eficiência energética é acima de 87%. Os pesquisadores dizem que deveria custar menos de 80% que a bateria de lítio-íon com a mesma capacidade de armazenamento.

Em seguida, os pesquisadores planejam lidar com o ânodo. “Este já é um bom design, mas estamos confiantes que pode ser melhorado com a futura otimização do ânodo de fósforo,” disse o professor de ciência e engenharia de materiais da Universidade de Stanford Yi Cui em um comunicado de imprensa.

Source: Minah Lee et al. High-performance sodium–organic battery by realizing four-sodium storage in disodium rhodizonate. Nature Energy. 2017.

Image: Antrepo Design

Get the latest sustainability science delivered to your inbox every week

You have Successfully Subscribed!

One email can keep you
on top of sustainability science

Get the Anthropocene Weekly Science Dispatch in your inbox for free.

You have Successfully Subscribed!

Share This